A seguir apresentarei um método rápido para cálculo da quantidade de cubetas necessárias para execução de uma laje nervurada. Confira essa dica!

O primeiro passo é a análise do detalhamento da sua laje nervurada. É importante ter conhecimento dos valores referentes à altura da fôrma, espessura da lâmina, altura total da laje e largura da nervura. No exemplo abaixo, a altura da fôrma é de 18 cm, a espessura da lâmina é de 5 cm, altura total de 23 cm e a largura da nervura é de 7 cm.

O segundo passo é a definição de uma marca para a sua cubeta e visualização do seu respectivo catálogo de cubetas. No catálogo de cubetas, serão apresentados vários modelos desse material, e fica a cargo do engenheiro definir qual modelo é mais apropriado para a laje a ser executada. Para o exemplo acima, uma cubeta bastante apropriada seria a ATEX 610, conforme é possível notar nas especificações abaixo. Repare que a cubeta em destaque apresenta dados idênticos aos apresentados anteriormente para a laje nervurada. Essa cubeta apresenta duas opções de especificações: com abas diferentes ou iguais. Em ambas as situações, o vão livre é de 54 cm, se adequando, portanto, ao detalhe da laje apresentado. O que difere uma especificação da outra é que no primeiro caso será necessário o uso de elemento de apoio das fôrmas de 3 cm de largura.

Caso no campo “Largura da Nervura” o valor fosse 8 cm ao invés de 7 cm, como ocorre no modelo de cubeta abaixo (ATEX 600), muitas pessoas tenderiam a imaginar que, por estar a favor da segurança, essa cubeta também poderia ser adotada. No entanto, tal ação modificaria por completo a paginação da sua laje. Logo, é importante que os valores encontrados no catálogo de cubetas sejam os mesmos daqueles obtidos no detalhamento da laje nervurada.

Após a escolha da cubeta a ser utilizada, iremos para o levantamento em si, que é bastante simples. Vamos utilizar uma técnica de matrizes que consiste na multiplicação do número de linhas pelo número de colunas para determinação da quantidade de elementos presentes. Para o cálculo da quantidade de cubetas inteiras do exemplo abaixo irei multiplicar 3 linhas por 3 colunas, totalizando 9 cubetas inteiras. Para o cálculo da quantidade de meia-cubetas deste mesmo exemplo, irei multiplicar 3 linhas por 1 coluna, totalizando 3 meia-cubetas.

Outro exemplo:

Total de cubetas inteiras = 4 x 14 = 56

Conheça o nosso curso de Levantamento de Materiais. Clique na Imagem a seguir:

ESCRITO POR: 

Cálculo da quantidade de Cubetas de uma Laje Nervurada