Poucos sabem, mas o cimento é o segundo recurso mais utilizado no mundo, perdendo apenas para a água; sendo ele elementar para produção do concreto amplamente empregado no meio urbano. A alta empregabilidade do concreto se dá pelo fato de ser um excelente elemento estrutural, de fácil moldagem, durável, resistente, relativamente barato e requer pouca manutenção. Atualmente existem diversos tipos de concreto com características específicas para cada tipo de aplicação, como concreto projetado, leve, pesado, alto adensável, rolado, colorido, fibroso, de alto desempenho, de alta resistência inicial entre outros. Esse artigo discorrerá exclusivamente sobre o concreto dosado com uso de fibras, ou simplesmente concreto fibroso.

O concreto com adição de fibras como o próprio nome já diz, é um concreto no qual são adicionadas fibras de diferentes naturezas, como fibra de poliéster, de polipropileno, de vidro, de aço, de nylon ou fibra sintética estrutural. A presença da fibra no concreto combate o surgimento e o desenvolvimento de fissuras provenientes da retração do concreto, pois forma uma espécie de armadura tridimensional (reforçando e até mesmo substituindo a armadura convencional do concreto, gerando economia e praticidade) conferindo maior resistência mecânica, principalmente à tração, maior resistência à abrasão e ao desgaste superficial além de reduzir a exsudação (migração de água durante o processo de cura).

Fibra de polipropileno.

Concreto fresco com adição de fibra.

A aplicação do concreto com fibras é indicada geralmente para pisos industriais, garagens, pavimentação rodoviária e até mesmo em pistas de aeroportos (pois requerem maior resistência à tração devido aos esforços gerados pelas frenagens). Seu uso é bem simples e não requer mão de obra especializada, podendo ser adicionada junto aos agregados ou na massa pronta (direto no caminhão betoneira), tem um excelente acabamento, pois não se revela na superfície e apresenta alto brilho além de permitir a concretagem de placas com grandes dimensões.

Vista em corte de uma camada de concreto com fibra.

Piso de concreto com fibra para indústria metalúrgica de São Paulo.

Segundo a engenheira Patrícia Guedes Gambale da concreteira Concrecon, a escolha do tipo de fibra a ser adicionada no concreto varia de acordo com a finalidade desejada, pois cada uma delas atribui um benefício pontual de acordo com as especificações de cada projeto. Por exemplo, se o objetivo da adição de fibras for a redução das fissuras causadas pela retração, Patrícia recomenda o uso da micro fibra de polipropileno, pois ela age atribuindo exatamente esse benefício ao concreto. Já a macro fibra de polipropileno age aumentado a resistência mecânica do concreto, principalmente no que tange a resistência à tração, por isso é habitualmente empregada em pisos de garagens e pavimentos rodoviários.

Outro aspecto evidenciado por Patrícia é a questão da influência das fibras na trabalhabilidade do concreto, ela destaca que a micro fibra de polipropileno apresenta maior absorção de água quando comparada com a macro fibra, necessitando em alguns casos da adição de aditivos. Portanto a dosagem de concreto com adição de fibras assim como os demais concretos usinados deve sempre ser feita por profissionais habilitados, atendendo as normas que fazem referência ao uso de fibras em concretos, aumentando até mesmo a vida útil dos mesmos.

ESCRITO POR:

Concreto com adição de fibra