A seguir você terá acesso a uma entrevista feita pela nossa estagiária Lorena Urzêdo ao Michael Robinson, um engenheiro australiano.

“Hi Michael. Before we start the interview, I would like you to Introduce yourself, please.”

“Olá Michael. Antes de começarmos a entrevista eu gostaria que você se apresentasse, por favor.”

“My Name is Michael and I was born in Melbourne, Australia and still live here to this day. I studied a Bachelor of Civil and Infrastructure Engineering at RMIT in Melbourne as well as an exchange semester at Queen’s University in Kingston, Canada. I graduated at the end of 2016 and am currently working at a construction management company that builds high rise towers, hospitals, Education buildings and other projects.”

“Meu nome é Michael e eu nasci em Melbourne, na Austrália, onde vivo até hoje. Eu estudei Bacharelado de Engenharia Civil e Infraestrutura na universidade RMIT em Melbourne e também fiz um semestre de intercâmbio na Queen’s University, em Kingston no Canadá. Eu me formei no fim de 2016 e estou atualmente trabalhando em uma empresa de gerenciamento de construções que constrói torres de alta elevação, hospitais, prédios de educação e outros projetos.”

“Why did you decide to study Civil Engineering? What reasons motivated you to study it?”

“Porque você decidiu estudar Engenharia Civil? O que te motivou?”

“I have always been fascinated with the built environment and the technological and engineering feats that we can achieve. I chose to study Civil Engineering because I engineering and construction to be fascinating fields to work in. It will be very rewarding to look out at the city skyline and say that you played a part in shaping its identity.”

“Eu sempre fui fascinado com o ambiente construtivo e com as proezas tecnológicas e de engenharia que podemos atingir. Eu escolhi estudar engenharia civil porque a área de engenharia e construção são campos fascinantes para se trabalhar. Será bastante compensador olhar para um arranha-céu na cidade e dizer que você teve participação na construção de sua identidade.”

“Do you think University prepared you for work after study?”

“Você acha que a universidade preparou você para trabalhar após os seus estudos?”

“The structure of my degree exposes students to many different streams of civil engineering including, water, transport, geotechnical, structural and project management. This allows you to get a taste for many aspects of engineering and decide which field is most enjoyable for you. I believe this program structure is a good idea, however this means you don’t become as knowledgeable in one specific field and that might better prepare you for work after study. University doesn’t teach you everything about engineering but it does teach you how to analyse and solve problems. You learn so much in your first year of full time work that it soon eclipses what you learn at University. However, skills such as teamwork, problem solving and communication skills leave you in good stead to take on full time work. Many of my fellow students and I have said that when you first start work you feel like you know absolutely nothing. The important thing is to work hard, listen and ask a lot of questions.”

“A estrutura da minha graduação expõe os estudantes aos diferentes campos da engenharia civil, incluindo os setores de água, transporte, geotecnia, estrutura e o gerenciamento de projetos. Isso permite você experimentar vários aspectos da engenharia e decidir qual campo mais lhe agrada. Eu acredito que a estrutura desse programa é uma boa ideia, mas isso significa que você não se torna tão conhecedor em um campo específico, o que poderia prepará-lo melhor para o mercado após os estudos. A universidade não nos ensina absolutamente tudo sobre engenharia, mas nos ensina a analisar e resolver problemas. Você aprende tanto em seu primeiro ano de trabalho integral que logo dissipa tudo que aprendeu na universidade. No entanto, habilidades como saber trabalhar em equipe, solucionar problemas e habilidades de comunicação, deixam você em uma boa posição para assumir um trabalho em tempo integral. Eu e muitos de meus colegas de universidade tivemos a impressão de não sabermos absolutamente nada quando começamos a trabalhar. O importante é trabalhar duro, escutar e fazer várias perguntas.”

 

         

“Which area of engineering are you currently working in?”

“Em que área da engenharia você está atualmente trabalhando?”

“I work at a construction management company so I don’t do engineering design work. It is common for a lot of engineering students in Australia to graduate and then move straight into project management work instead of design.”

“Eu estou trabalhando em uma empresa de gerenciamento de construção, portanto eu não estou trabalhando com design de projetos de engenharia. É muito comum para muitos estudantes de engenharia na Austrália se formarem e irem trabalhar com a área de gerenciamento de projetos ao invés da área de design de projetos.”

 

     

What project are you currently working on and the role you play?”

“Em que projeto você está atualmente trabalhando e qual papel você está desempenhando como engenheiro?”    

                                                                         

“I am currently working on a 47 story apartment tower in Melbourne. My initial role on the project was an occupational health and safety co-ordinator which involved ensuring safe work procedures were being followed on site. I then began helping with the services trades coordination which involved collaborating between the hydraulics, electrical, mechanical and fire services trades to ensure clashes were avoided on site. All sub-contractors produce CAD drawings that then get reviewed by the consultants which include the architect and the engineer. This review process captures mistakes or issues that are picked up on the drawings. Although we have this drawing review process there are always things that work on paper that don’t work in real life so it is up to my colleagues and I to solve problems on site as they arise.”

“Eu estou trabalhando na construção de uma torre residencial com 47 andares em Melbourne. Meu papel inicial nesse projeto foi como coordenador da segurança e bem-estar dos funcionários, assegurando que todos os procedimentos de segurança do trabalho estivessem sendo seguidos no canteiro de obras. Em seguida, comecei a colaborar com a coordenação de serviços que envolvia garantir a compatibilização entre os serviços de hidráulica, elétrica, mecânica e incêndio, evitando que conflitos ocorressem no canteiro de obras. Todos as empreiteiras trabalham com a produção de desenhos no AUTOCAD, que são então revisados pelos consultantes, que incluem arquitetos e engenheiros. Este processo de revisão captura erros ou problemas que são verificados nos desenhos. Embora haja este processo de revisão dos projetos, sempre há situações que funcionam no papel e não funcionam na vida real, então é meu papel e dos meus colegas de trabalho resolverem os problemas que surgirem no canteiro de obras.”

 

 

“Is it common to see people who migrated from other countries to Australia working in the civil engineering industry?”

“É comum ver pessoas que migraram de outros países para a Austrália trabalhando na indústria da construção civil?”   

“It is very common to see first generation migrants to Australia working as Engineers. I used to do work experience at an engineering consultancy where the Engineering team consisted of a recent migrant from Iran, a refugee from Iraq, a lady from Scandinavia and a drafter from India. The structural Engineer on my project now is also from India. These Engineers used to tell me that one of the big engineering differences between Australia and their countries is the use of timber in the construction of residential housing. Australia uses a lot timber compared to other countries such as India or The Middle East.”

“É muito comum ver a primeira geração de imigrantes da Austrália trabalhando como engenheiros. Eu costumava estagiar em uma consultoria de engenharia onde o time de engenheiros consistia em um recente emigrante do Irã, um refugiado do Iraque, uma senhora da Escandinávia e um projetista da Índia. Estes engenheiros costumavam me dizer que uma das grandes diferenças na Engenharia entre a Austrália e seus países de origem é o uso da madeira na construção de casas residenciais. A Austrália usa muita madeira quando comparada a outros países como Índia ou Oriente Médio.”

Entrevista com um Engenheiro Australiano