Apesar de estar há muito tempo sendo utilizada no mercado externo, a fachada ventilada é uma novidade no mercado nacional, sendo empregada em edifícios verticais, geralmente em construções de alto padrão, residenciais ou comercias. 

Fonte: Pinterest

O objetivo deste artigo é mostrar o quanto o sistema é moderno e agrega valor ao meio ambiente, vindo também com uma proposta de agradar o consumidor.

Este é um modelo que aborda sustentabilidade e tem uma visão moderna quando comparado aos modelos tradicionais. É um sistema constituído por placas que são encaixadas umas sobre as outras. Entre as placas é estipulada uma distância mínima, bem como entre a estrutura do edifício e a fachada, garantindo a ocorrência do efeito chaminé, que corresponde à formação de uma cortina de ar nesse vão.

As placas são industrializadas e prontas para montagem. A sua instalação é feita diretamente no concreto ou na própria alvenaria, desde que esteja corretamente nivelada. A fachada deve ter uma distância de 8 a 20 cm da estrutura e as placas devem se distanciar em 1 cm para que ocorra o fenômeno acima citado.  

Fonte: Pinterest

Existem vários tipos de placas, podendo estas serem compostas por: granito, mármore, porcelanato, vidro, cerâmica, metais ou laminados melamínicos. Elas também podem possuir outras características, como serem esmaltadas, extrudadas, grés e cotto.

Cabe ao cliente escolher o tipo de placa a ser utilizada na fachada do seu edifício, bem como a escolha do tipo de fixação para instalação da mesma. As opções normalmente são: estrutura de tudos metálicos, perfis T ou cantoneiras.

Fonte: Pinterest

Fonte: AUPini

O sistema pode ser usado em edifícios antigos, a partir do processo de retrofit, onde não há necessidade da retirada da fachada antiga.

Vantagens: 

  • Sistema ambientalmente sustentável, pois funciona como uma isolação térmica. É capaz de reduzir o consumo de energia entre 30% a 50% do edifício, segundo o site da revista Edificar.

Fonte: ConstruindoDecor

  • Agrega valores de beleza e modernidade.
  • A fachada funciona como uma capa protetora para a estrutura, prolongando sua vida útil.
  • Como a fachada é constituída por placas, a probabilidade de ocorrência de deslocamentos, trincas e eflorescências é nula quando comparada ao método convencional.
  • As placas podem ser instaladas juntamente com a construção do edifício, à medida que a estrutura e a alvenaria vão sendo executadas.
  • O tempo de execução é mais rápido comparado ao sistema tradicional.
  • Livre de desperdícios.
  • Fácil de limpar.
  • Canteiro de obra mais limpo e com mais espaço livre. 
  • Agilidade na liberação de outros serviços, uma vez que o fechamento da fachada permite o início de serviços de acabamento na parte interna do edifício, como por exemplo, a pintura. 
  • O sistema pode ser instalado tanto em climas quentes como em climas frios. Em climas quentes o sistema é focado na manutenção da carga térmica do edifício, diminuindo a necessidade de calefação (sistema de aquecimento destinados a ambientes fechados).

Fonte: Pinterest

Pontos relevantes:

Apesar de todos os benefícios que o sistema proporciona, há também algumas limitações e pontos que devem ser levados em consideração, por exemplo:

  • Como a Fachada Ventilada é um sistema novo no mercado nacional, o país não disponibiliza um vasto número de produtos e sistemas. Isso afeta também no quesito mão-de-obra, uma vez que esta deve ser qualificada e ainda é bastante escassa no país.
  • Quando a empresa resolve adotar esse sistema, ela deve ter em mente que o sistema deve nascer junto com o projeto, evitanto assim futuros problemas. É importante compatibilizar esse sistema com os demais subsistemas do edifício.
  • Alguns detalhes e especificações de material são indispensáveis para o bom desempenho do sistema. O dimensionamento correto de entrada e saída de ar é essencial para a correta exploração do efeito chaminé.
  • No momento da instalação das placas, deve-se ter um maior cuidado com a inclinação das mesmas em relação aos raios solares, para que não ocorra a incidência de luz solar nas entradas de ar, o que transformaria esse fluxo de ar em uma caixa de calor.
  • Antes da execução deste serviço, é importante se realizar a impermeabilização na parte interior e, após o término da instalação, na parte exterior, garantindo que não haja penetração de umidade e consequentemente infiltrações.

 

ESCRITO POR:

Fachada Ventilada – Características, Benefícios e Limitações